Armário cápsula nos dias atuais

Armário cápsula Francine Lacerda

No post anterior eu falei sobre a origem do termo Armário Cápsula, e vocês puderam ver que ele começou bem restrito, funcional, nada flexível, criativo ou divertido.

E foi assim por muitos anos, ficando até meio esquecido. Então, em 2014 a blogueira america Caroline do Unfancy trouxe a ideia do armário reduzido novamente à tona. Mas de uma forma muito mais adaptada para os dias atuais, e principalmente focada em quem curte moda, compra demais e está sem espaço no guarda-roupa abarrotado. Quem nunca? o.O

Em seu blog Caroline conta que a sua vontade de fazer o experimento foi motivada pelo sua compulsão por compras e também com o intuito de encontrar o seu estilo. Quando a gente encontra um estilo, um shape que nos deixa felizes e confortáveis, contamos uma história ao nos vestir, e aos pouco criamos uma identidade. Assim tudo fica mais fácil, compramos só as peças que nos valorizam, nos fazem sentir bem, bonita e confiante.

 Simple definition? It’s a mini wardrobe made up of really versatile pieces that you totally LOVE to wear. Caroline

 

Caroline salienta a importância de editar o seu armário deixando somente as suas roupas favoritas e que se encaixem ao seu estilo de vida, trabalho e claro, que sirvam perfeitamente.
Ela conta descobriu que pode ser feliz com menos. Tendo menos peças você estimula a sua criatividade e acaba encontrando o seu estilo de forma mais fácil e rápida. Afinal, não tem pra onde correr. 😛
No seu experimento inicial ela limitou o seu número de peças a 37, mas hoje ela diz estar muito mais flexível, pois está mais atenta as suas necessidades reais.

 

As três regras principais

 

  1. Se livre das roupas que não te servem mais– seja fisicamente ou ao seu estilo de vida. Sabe aquela calça que você deixa guardada para quando emagrecer? Essa mesma! Se livre dela. 😉 Você trabalhava em um escritório com dress code super rígido, mas agora tem um trabalho super criativo? Tá na hora de mandar embora os terninhos que não combinam mais com você.
  2. Reserve o espaço do seu guarda-roupa só para as suas peças favoritas– as nossas roupas favoritas nos fazem sentir bonita, confiante instantaneamente, aposte nelas. 😉
  3. Compre menos e com mais intenção– falei disso no post anterior. É muito mais inteligente investir em peças de ótima qualidade, atemporais e mais caras, que comprar um monte de peças de qualidade duvidosa e descartáveis.
Bora começar?
Tire tudo do seu armário, TUDO mesmo, para visualizar o que tá escondido e você nem lembrava que tinha.
Reduza até ficar com 30 à 50 peças, que devem incluir: blusas, calças, saias, vestidos, casacos e sapatos.
Os acessórios estão liberados, eles que vão adicionar vida e personalidade aos looks. Divirta-se! 😉

 

 

Aqui vão as minhas dicas

 

  • Faça um planejamento prévio- entenda suas necessidades e motivações
  • Reflita sobre o seu estilo de vida, lugares que frequenta, ocasiões especiais
  • Leve o clima em consideração
  • Defina shapes e silhuetas que te agradam e fiquem bem no seu biotipo
  • Encontre uma Paletta de cores para chamar de sua
  • Comece a separação pelas partes de baixo: calças, saias e shorts
  • Defina peças de cima versáteis- 5 peças de cima devem combinar com cada parte de baixo
  • Explore os acessórios para montar looks com criatividade
  • Criar um mood board ajuda- selecione imagens que represente cores, sensações, shapes e estilos que você goste e queira implementar

E claro, o mais importante é se divertir no processo, é para ser leve, estimulante e não sofrido. Combinado?! 😀

Agora imagine poder fazer você mesma as peças que faltam no seu armário cápsula! No seu estilo, nas suas medidas, com peças pensadas para combinar entre si e montar vários looks.

Aprenda a costurar comigo! www.francinelacerda.com.br

 

* Quem já fez esse experimento conte como foi a sua experiência aqui em baixo nos comentário.

E para quem se animou e quer correr fazer a limpa me conte a sua motivação. 😉

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *