Não é sobre moda, é sobre pessoas!

O meu post anterior rendeu bons comentários nas minhas mídias sociais. A repercussão foi muito carinhosa, me encheu de alegria e entusiasmo. Percebi mais uma vez que realmente estou no caminho certo. 😃

Dentre os comentários recebi esse depoimento lindo da Catia:

“Francine, querida. Emagreci uns 8 quilos por causa da doença da minha filhinha. Queria ter perdido mais peso para chegar no seu G. Aí, pensei…. Não sou eu que preciso do G…. Eu preciso da Francine fazer o que fez no curso da blusa Dora. Você pegou minhas medidas, respeitou meu corpo e adequou o molde para mim. Talvez você não saiba da minha alegria daquele dia, pois não tive a oportunidade de te dizer. Aquela blusa remodelada é a primeira que eu posso fazer e está no meu tamanho. É isso que importa: você me aceitou como eu sou. Beijos”

 

Como não se emocionar ao ler isso?! ❤️ ❤️ ❤️

Essa é minha missão! Do meu jeito, sem bandeiras, sem alarde, tocar as pessoas que passam na minha vida, nas minhas aulas. Levantar a autoestima, ajuda-lás a perceber que ninguém é perfeito, que não devemos nos enquadrar no que nos é imposto ou esperado.

Você já parou para pensar como nossos pensamentos e ações são moldados pelo olhar e expectativa do outro?

E a gente se deixa levar por essas imposições muitas vezes inconscientes, quando não, reais e presentes no nosso dia a dia.

Na moda isso recebe a roupagem de regras do que vestir ou não vestir.
Claro que alguns truques de ilusão de ótica são bem-vindos, mas sentenciar: “isso não pode!”, é cruel e limita a nossa liberdade, de expressão e de ser quem somos.

Eu sei que com os meus 1,54m de altura a saia mídi não é a ideal, vai achatar a minha silhueta, aparentar pernas curtas. Mas e daí?! Eu me sinto elegante, ela liberta os meus movimentos, me deixa confiante. Vou deixar essa sensação maravilhosa de lado só porquê ser baixinha não é o ideal de beleza? 😐

Devemos nos vestir para nós mesmas antes de tudo. Bom senso e adequação são importantes, claro, mas nunca deixe a sua personalidade de lado.

Somos do jeito que somos, únicas e especiais, e ninguém pode dizer o contrário. Combinado?!

 

Umas das novidades que estão vindo por aí com os novos cursos tem tudo a ver com o que a Catia relatou, os moldes não terão mais tamanhos, porque aqui a gente faz o nosso tamanho, que não é imposto e nem julgado por ninguém.

😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *