{ Me Made May 16 • Semana 1 }

E mais um ME MADE MAY chegou. Yey! Para quem não sabe do que estou falando, expliquei tudinho no post do ano passado, aqui ó.

Aquela época do ano em que pipocam looks do dia pelas mídias sociais, sem vergonha nenhuma. Esse é o momento da celebração do Faça você mesma! De mostrar para o mundo com orgulho o que você fez, produziu com trabalho, carinho e dedicação.

É uma delícia acompanhar esse desafio, pois somos apresentadas à outras pessoas que curtem o mesmo que a gente; descobrimos novos moldes, novos tecidos, novas técnicas… E além de tudo é uma super inspiração.

Aqui vai o registro da minha primeira semana, você também pode acompanhar pelo Instagram, Facebook e Pinterest. 😉


Festas de fim de ano • Meus looks “me made”

Mais uma vez os meus looks das festas de fim de ano foram feitos por mim, e como é tradição, na última hora. :p

Look Natal

Como na véspera de natal estava bem quente, resolvi fazer um vestido leve, alegre, vibrante e festivo. O molde escolhido foi o Adelaide da Seamwork Mag.

Como todos os moldes da revista, este é super fácil de fazer e mega rápido.

Minhas alterações:

• Eu fiz o tamanho 8, dois menores do que indicado para minhas medidas, isso sempre acontece nos moldes da marca.

• Ajustei um pouco o decote, ele ficava muito aberto.

• Fiz o acabamento com viés pronto de cetim.

• A faixa eu já tinha, acho que esse vermelho deu o toque final, super levantou o look.

• Usei botões de pressão, aqueles que fica só um círculo de metal, super discreto.

Eu adorei esse vestido e fez super sucesso, recebi vários elogios. 😀

 

vestidoadelaide

Look Ano Novo

O dourado foi a minha cor escolhida para a passagem do ano. Teve dourado no vestido, nas unhas, na maquiagem… Quero muito ouro e energia nesse ano regido pelo Sol!

O molde escolhido foi esse da Burda. Comprei o molde no início do ano passado, no site da Burda americana, mas fiquei sem tempo e fui fazer o vestido só no fim do ano. E acabou que ele saiu na revista da versão brasileira, acho que na edição de setembro.

Eu tive que fazer muuuitas alterações nesse molde para servir em mim. Eu sou bem baixinha, e os moldes da Burda são feitos na alemanha, então imagina como ficam em mim. hahahaha

A cintura sempre fica quase no joelho, mesmo fazendo os tamanhos menores. Ombros ficam caídos… e por aí vai.

Mexi na estrutura toda do vestido, e acabou que o busto ficou pequeno, deixando um decote super aberto, resolvi usando uma regatinha branca por baixo.

O modelo do vestido é bem bonito, mas para o meu tipo físico não é muito favorável. Acho que é volumoso demais, e acaba me engordando um pouco. Claro que a cor e o tecido com brilho não ajudam muito. Mas eu gostei do vestido, e o tecido jackard de algodão com seda é puro luxo!

Vocês já devem ter percebido que eu amo maquiagem, né?! E que datas melhores para caprichar no make do que as festas de fim de ano!?

Maquiagem Natal

No natal eu fiz um olho esfumado em tons de cinza, complementei com batom vermelho vivo e fosco, blush rosinha e muito iluminador. Maquiagem festiva pede brilho! 🙂

Maquiagem Almoço de Natal

Para o almoço do dia 25 eu fiz um olho matte em tons terrosos, delineador gatinho, bem retrô, batom e blush rosinhas e nada de brilho.

Maquiagem Ano Novo

Já a maquiagem de ano novo eu caprichei no olho dourado, fiz um esfumado de marrons e dourado com muito brilho e finalizei com delineador e muitas camadas de rímel. Batom vermelho matte, blush pêssego, para dar aquela cara de saúde, e muito iluminador, que não aparece na foto, mas ele tava lá!

E você faz alguma preparação especial para as festas de fim de ano? Me conte nos comentário. 😉

 

 


{Workshops de costura} Julho e Agosto

No mês de Julho e Agosto as aulas de costura foram focadas nas oficinas de um e dois dias.

Assim mais gente esteve por aqui fazendo sua própria roupa e se divertindo. \o/

Todas as oficinas tiveram o apoio da Coats, que forneceu kits de costura e tecidos lindos paras as alunas. As estampas fizeram o maior sucesso, e todas comentaram a qualidade do tecido e da impressão. Eu só indico o que eu uso, gosto e confio. Sucesso total! 😀

Vestido Bella

A primeira oficina foi do vestido Bella. Super feminino modelado pelos recortes princesa no top e recortes na saia A. Entre as várias estampas lindas Simone escolheu a textura de árvores em tons de rosa, uma delicadeza só. E a Paula foi de tricô em tons de verde.

Dentre as técnicas aprendidas estava juntar as curvas dos recortes, forrar todo o vestido e o zíper invisível. As meninas se saíram muito bem, aprenderam e fizeram vestidos lindos!

A Simone ainda aplicou bolsos no seu e voltou para fazer uma versão com saia godê. Ficou um arraso!

Blusa Dora

Dia 01 de Agosto tivemos a oficina da Blusa Dora, uma fofura. E as estampas dos tecidos deixaram as peças ainda mais femininas.

Nessa oficina as meninas aprenderam a franzir a cabeça das mangas e a aplicar nas cavas, a preparar, montar e costurar revel e a fazer abotoamento nas costas.

A blusa de gatinhos da Daniele gerou comoção no instagram, e todas saíram em busca desse tecido lindeza. <3

* Continua … em um próximo post. Mais criações lindas e tecidos foférrimos. 😀


{ Na minha máquina } Simple Chic

Ao ver esse vestido pronto marido comentou: “Tá voltando às origens minimalistas?!”

E a resposta é sim! O minimalismo sempre foi uma paixão. Tanto na arquitetura, no design, como na moda.

Adoro a riqueza da forma, usando só o essencial, sem mais, sem menos, na medida. Adoro branco, cinza e preto. Meu guarda-roupa foi por muito tempo nestas cores. A silhueta minimalista, nem sempre combina com o meu tipo físico. Sou enlouquecida pelo Japonismo, muito em voga nos anos 90, amo até hoje, mas com 1,54 de altura e um corpo nada longilíneo, nunca pude me aventurar a usar aquela arquitetura toda.

Aos poucos fui incorporando o estilo mais retrô, cintura marcada, saias evasês. Eu amo esse estilo também, e acho que ele me favorece muito mais, além de ser mais feminino. Essa transformação refletiu as mudanças internas que foram ocorrendo nos últimos anos. Mas agora o minimalismo, e a androginia, tá me chamando novamente. Acho tão chic, elegante, mais maduro. Deve ser os 4.0 se aproximando. 😀

Agora vamos ao molde: o vestido Ludivine da Républic du Chiffon.

Ele está disponível de graça no site da marca. Foi o vencedor de um concurso em 2013.

Estava com ele guardado há algum tempo, e agora chegou a hora de fazer e usar.

Eu amei o vestido. Super democrático, acredito que valoriza todas as silhuetas, é só tomar cuidado para não deixar muito justo na cintura e quadril. E deixar bem ajustado nos ombros e busto. Chic na medida.

O molde tem as medidas bem certinhas, não precisei mexer no comprimento, então possivelmente quase todo mundo vai ter que aumentar o comprimento, ou fazer mais curto. Usei o tamanho 40 e ajustei somente a largura das costas e frente.

Esse modelo é super fácil de costurar. Feito para tecidos elásticos, não tem fechamento, você veste como uma blusa. Mesmo não sabendo nada de Francês consegui seguir as instruções.

Fiz numa malha grossa, que parece piquê, em duas cores, cinza e preto. Decidi deixar o preto na lateral para dar aquela ajuda para a silhueta. 😉

Como o tecido que utilizei não é muito elástico, costurei com ponto flexível da máquina reta e os acabamentos com overlock. Para o acabamento do decote apliquei viés de cetim e finalizei com costura à mão, pois não queria costura aparente do lado de fora. Menos é mais!

Eu adorei os recortes do modelo, eles seguem os desenhos das pences do busto e cintura. E com isso o corpo fica bem modelado, mesmo numa silhueta mais folgada.

Super indico! E quem fizer o seu me conta, que eu quero ver a sua versão. 😉